Você está aqui:Início » Sem categoria » Saiba tudo sobre a circuncisão

Saiba tudo sobre a circuncisão

A circuncisão é um procedimento habitual em que se extrai através de cirurgia a pele que cobre a ponta do pénis. Esta operação é realizada frequentemente nas crianças recém-nascidas antes que saiam do hospital, de forma comum entre os dois primeiros dias de vida. Na religião judaica esta operação é realizada como uma cerimónia especial quando o bebé tem oito dias de vida.

Os homens nascem com uma pele envolta da ponta do pénis, chamada de prepúcio que cobre a glande do pénis. Durante a circuncisão esta pele é extraída de forma a deixar a glande exposta. Normalmente esta intervenção origina uma pequena hemorragia que não requer pontos. Numa semana até 10 dias o pénis estará adaptado à sua nova condição.

circuncisão

Preparação para a circuncisão

Uma vez que decida circuncidar o seu bebé, consulte o seu médico que realizará a operação. Em muitos casos a circuncisão é praticada por um obstetra, contudo os pediatras, médicos de família, urólogos e cirurgiões especializados em pediatria também podem efetuar esta operação.

Pode realizar-se a circuncisão a maioria dos bebés saudáveis dentro do primeiro ou segundo dia após o nascimento. Esta operação realiza-se a bebés que tem certas condições médicas e necessidades especiais. O pediatra que examinará o bebé decidirá se há que esperar ou se poderá avançar com o procedimento.

O que acontece durante a intervenção cirúrgica?

Em geral a pessoa encontra-se acordada durante todo o procedimento de circuncisão e é colocado num banco moldado que permite segurar a pessoa de forma segura. O pénis e a área em volta é higienizada antes do procedimento.

Depois da intervenção cirurgia

Depois de uma circuncisão os médicos aplicam vaselina sobre a ferida e enolvem o pénis em gordura para evitar que a ferida adira ao penso que será colocado. Depois da circuncisão acontece um pequeno sangramento independementemente da técnica usada, sangramento que estanca por si mesmo. Usualmente o supositório antes da cirurgia é suficiente para controlar a dor do bebé contudo é costume administrar-se outro se a dor persistir. É importante falar com o médico para saber como cuidar do pénis após a circuncisão.

O tempo de recuperação costuma demorar entre 7 e 10 dias para recuperar-se após a operação. Até esse momento a ponta do pénis poderá ver-se sem pele. Digija-se ao médico se observar alguns dos seguintes sintomas:

  • Sangramento persistente
  • Cor roxa a volta do pénis
  • Febre persistente
  • Indícios de infeção
  • Falta de urina

Riscos e complicações

A circuncisão é considerada um procedimento seguro e com riscos mínimos. Na maioria dos casos não existem quaisquer complicações.

Em casos muito raros as complicações podem incluir:

Infeção – A maioria das infeções incluem a cor roxa na zona do pénis, o aparecimento de pus, dor e inchaço ao redor da ponta do pénis.

Hemorragia na zona – É mais provável quando o a pessoa padece de um transtorno hemorrágico. Na maioria dos casos as hemorragias que acontecem estancam sozinhas em pouco tempo e se isso não acontecer será sinal de alarme.

Riscos associados à anestesia – A anestesia local é muito segura contudo em casos pontuais pode produzir complicações como o ritmo cardíaco irregular, problemas respiratórios, reações alergicas entre outros). Estas complicações são muito raras e manifestam-se apenas em pessoas que já possuem outras complicações.

Danos para o pénis – Em casos raros poderão haver lesões na ponta do pénis durante a circuncisão. As precauções do médico são quase sempre suficientes para evitar que isto suceda.

Benefícios da circuncisão

Um individuo circuncisado tem menos probabilidades de contrair infeções urinárias. É também mais fácil a higiene do órgão sexual, mantendo-o limpo e desinfetado. Há também que destacar os estudos que demonstram que os homens circuncisados possuem um menor risco de desenvolver cancro no pénis (ainda que esta seja uma doença pouco frequente dos homens). A circuncisão pode também diminuir o risco de contrair DST (Doenças sexualmente transmissíveis), nomeadamente o HIV através de uma parceira infetada do sexo feminino.

Deixe um Comentário!

© 2021 Energizado com Wordpress

Ir para o Topo