Sábado, 19 Outubro 2019

sozinho em casa - Conto Erótico Gay - PT Gay - Comunidade Gay de Encontros. Amor entre Homens

publicar um anuncio grátis no pt gay

             

Comunidade Gay

Comunidade Gay de Encontros

Registe-se gratuitamente na nossa comunidade e aceda a todos os anúncios de encontros gay e aos perfis dos nossos membros.

Atenção: A nossa Comunidade Gay de Encontros é restrita a Homens que procuram outros Homens online.


Ao registar-se dispõe de um painel de administração pessoal onde pode adicionar e gerir número ilimitado de anúncios e interagir entre os vários membros da comunidade.

  • Crie o seu perfil personalizado (fotografias e dados)
  • Editar o seu perfil a qualquer momento, actualizando fotografias e dados
  • Inserção de número ilimitado de anúncios
  • Gestão total dos seus anúncios (poderá editar os seus anúncios sempre que desejar)
  • Ler e responder a e-mails de membros
  • Caixa de Mensagens
  • Lista de membros On-Line
  • Ligações entre membros
  • Envie mensagens privadas, e muito mais...

Faça parte da comunidade do PTGAY.NET

A nossa comunidade está a crescer! Membros da Comunidade de Encontros Gay

Encontros Gay VIP

Encontra outros homens que procuram encontros e procuram uma relação gay ...

Já não precisas de ficar sozinho. Encontra um parceiro através da nossa pesquisa avançada e começa a conhecer novas pessoas.

Procuras uma amizade, namorado, companheiro, encontro, ou uma relação séria, estás no síte certo! No PTGAY VIP facilmente encontras aquela pessoa que tanto procuras. Descobre as vantagens do PTGAY VIP:

  • Tecnologia Speedflirt
  • Chat e Webcam
  • Messenger software
  • Pesquisa detalhada
  • Plataforma inovadora

Regista-te gratuitamente e conhece os membros que já se encontram registados no PTGAY VIP.

Não percas mais tempo. Registo Grátis. Satisfação garantida!

 
 
sozinho em casa - Conto Erótico Gay
Apesar de estar numa relação com uma rapariga a alguns anos, tenho um amigo com quem me encontro muito raramente para "dar uma no carro". Houve uma semana em que a namorada teve de ficar em casa de familia devido a uma emergencia, e como fiquei sozinho em casa decidi aproveitar para convidar meu amigo pa ca vir. Ele vive noutra cidade a cerca de 40minutos de distancia. Combinamos um ponto de encontro facil para ele onde nos encontrariamos e depois me seguiria ate minha casa, e assim foi. Mal estacionamos nossos carros a porta do predio cumprimenta-mo-nos como bons amigos e com conversa normal de amigos ele perguntou como ia tudo comigo, e essas coisas... Eu ja lhe tinha dito que vivia com a namorada e que ela estava fora esta semana, o que ele adorou. Entramos em casa, e mal fechei a porta ele atirou-se a mim a beijar-me, nunca me senti avontade em beijar homens, mas levado pelo momento alinhei e respondi num longo linguado. Interrumpio e com um sorriso trocista dixe-lhe para ter calma, o que ele respondeu com um "ohhh". Ofereci-lhe algo para beber ou comer e que estivesse avontade que eu ia so tomar um banho rapido. Sentou-se no sofa a fumar e eu fui tomar um duche, tava mesmo quase a acabar quando ele bate a porta a pedir permissao para entrar ja entrando na casadebanho. Disse-lhe que sim e perguntei que se passava, ele respondeu que apenas queria ajudar. Saio do duxe e ele cobre-me as costas com a toalha e observa-me enquanto me seco. Quando ia pa me vestir, ele puxa-me os boxers da mao e ajoelha-se na minha frente e começa a chupar-me os testiculos, depois o interior das pernas, dando leves mordidelas de vez em quando. E finalmente mete o meu penis todo na boca e solta-o muito devagar, o que faz com que eu rapidamente me encha de tesao. Agarra-me as nadegas com força enquando me chupa, tudo isto com uma certa violencia. Confexo que era bem exitante, por vezes doloroso e assustador, mas muito exitante. Eu de pe, encostado ao lavatorio, todo nu a levar a melhor mamada da minha vida, uuaaauuuu.... Quase me vim ali mesmo! Ele la se deve ter aprecebido pois veio subindo, beijando e lambendo a minha barriga, umbigo, mamilos, pescoço e terminou no meu ouvido. Virou-me de costas para ele, encostou-se bem agarrado a mim e continuou a beijar meu ouvido e meu pescoço, no espelho basso apenas via 2 vultos envolvidos em 1. Foi descendo, percorrendo as minhas costas com a lingua e so parou no meu rego do cu. Puxou meu corpo um pouco para tras e afastou-me as pernas. Tentei o questionar mas ele apenas disse: relaxa! Fiquei receoso. Ele agarra e afasta minhas nadegas e percorre todo o rego so cimo ao fundo com a lingua muito lentamente, o que me provocou um arrepio tao intenso como uma descarga electrica. Muito suavemente volta a percorrer do fundo ao cimo, e depois fui com a lingua ao meu anus, aos circulos em redor, aproximando e aproximando ate que chegou mesmo ao centro. E o facto de eu ser um pouco peludo nao o parecia encomodar, ou fingia bem. Neste ponto eu ja estava a deitar fumo de tanta tesao, sentia a cabeça nas nuvens e a casadebanho ás voltas. Agarrado bem forte ao lavatorio com as maos, e com a cabeça mergulhada entre os braços apoiada na borda do lavatorio. Senti o cu todo lambusado de saliva, e confeço que a posição me encomodava, mas tava a saber tão bem! Virei-me e meti o meu pau bem em frente da boca e agarrei-o pelos cabelos. Ele abocanhou-me e xupou bem forte apertado bem os labios e circulando com a lingua, nao demorou muito ate me vir na boca dele, jatos e jatos de esporra quente e densa que ele cuspiu para a sanita. Dei outra xuveirada bem rapida enquato ele cuspia e limpava com agua o leite da boca e rosto (ele sente um certo nojo de semen). Vesti uma t-shirt e calças de fato-de-treino e fomos jantar, uma comida rapida de microondas. Bebemos, conversamos sobre a vida e fumamos uns cigarros. Nisto passaram 2 horas e decidimos ir ver um filme, e como a tv da sala avariou, fomos ver pro quarto na cama. O quarto estava totalmente escuro, pois tinha as persianas totalmente fechadas, a luz do corredor permitia ver parte do quarto: a comoda, mesa de cabeceira e a cama de metal. Mal la chegamos, ele empurrou-me pa cama, apanhando-me de surpreza, salta para cima de mim, a fazer cocegas, apalpar-me e a beijar-me... Quando dei conta ja estava de troco nu e calças pelos joelhos, visto saber onde isto ia dar pedi-lhe so pa esperar um segundo enquanto ia à casa-de-banho muito rapido. Quando voltei ao quarto ele estava todo nu, deitado ao comprido, de barriga para baixo e pernas afastadas. Tinha um cu fantastico! Sem pelos e bem torneado, sem qualquer gordura. De fazer inveja a muitas mulheres! Acabei de me despir rapidamente e encaixei-me em cima dele, largando todo meu peso sobre seu corpo. Permanecemos assim algum tempo, sem nada dizer, ate que eu decidir rebolar para o lado. Nisto ele vem para cima de mim e beija-me profundamente, enquanto me acaricia os testiculos. Meu pau desperta e ele nota soltando um gemidinho de prazer. Acaricio com os dedos os cuzinho dele e penetro-o 1o com 1 depois 2 dedos. Os gemidos dele tornam-se cada vez mais fortes. Besunto o penis com saliva, agarro-o pelas ancas e lentamente encaminho-o. Encosto-o e puxo-o pa baixo nele, enterrando-o duma vez ate meio, nisto ele solta um gemido muito forte atirando com a cabeça para traz e agarrando com força no meu peito deixando-me todo vermelho, quase me fazendo soltar um grito tambem. Subiu e voltou a descer, desta vez ate entrar todo ate aos tomates, e ai ele parou de se mover, senti que seu corpo estava todo mole, com excepção do seu penis que estava bem duro e a balançar na minha frente. E começou um vai e vem, por vezes dava-me um beijo na boca sem parar o movimento. Eu apenas com as maos nas ancas dele e corpo estendido e olhos fechados disfrutava a viagem louca, que aumentava o ritmo cada vez mais. A cama abanava por todo o lado e as molas faziam bastante barulho tambem. Passados alguns minutos ele sai de cima de mim e deita-se de costas e puxa-me. Levanto-lhe as pernas ate meus ombros, e encosto a cabecinha mesmo na entrada e duma vez empurro todo pa dentro numa estoucada forte. Nisto ele vem-se, esporrando-me o peito e o dele tambem. E nisto ele foi perdendo a força, e com os olhos quase fechados sorria. Eu continuava a malhar forte, no quarto escuro, iluminado apenas por um pequeno fio de luz que vinha do corredor, sentia-se o ar pesado e um forte odor. Os nossos corpos transpiravam, as gotas da minha testa caiam sobre ele em cada estoucada. Sentia a esporra dele a escorrer do meu peito, parte caia pelas pernas, deixando um rasto pegajoso. Virei-o de 4, agarrei-o forte e bombei que nem um doido, agarrando as nadegas com força, cravando as unhas. Os gemidos dele eram cada vez mais longos, mas tambem mais fracos. Casa vez que nos corpos se encostavam pareciam estalar devido ao suor e à força. Acabamos por cair pro lado na cama engatados. Continuei a bombar de lado, num vai-e-vem bem mais lento. Pos um braço em seu redor. Acabei por me vir dentro dele, e adormeci logo apos, encaixado nele. Quando acordei estava tapado com lençol. Nu, todo pegajoso, a tresandar e sozinho. Na cozinha tinha um bilhete a pedir desculpas por sair sem avisar mas, eu tava a dormir profundamente e ele tinha de ir pro trabalho. Mais tarde nesse dia ligou-me a dizer o quanto adorou tudo e a perguntar se eu tambem tinha adorado e que tinhamos de voltar a repetir numa cama.
 

Voce não tem permissões para colocar comentários. Para enviar o seu comentário necessita de estar registado no PTGay.net

PT Gay VIP

Registo Easy Anuncios

Se ainda não é membro registe-se através deste formulário:

 
 

Últimos Anúncios

Membros VIP do PT Gay

rss ptgay twitter pt gay facebook pt gay

Receba os novos anúncios no seu email:

As Minhas Mensagens

Não se encontra autenticado

Faixa publicitária

Últimos Comentários

  • Sou da Lourinhã. Passivo. Interessado? Mais...
  • Olá. adiciona me no skype di-caldeira_ Mais...
  • Oi. Sou da Maia e tenho . Se quiseres manda mensag... Mais...
  • estou enteressado Mais...
  • eu Mais...
  • Olá bom dia adoro sexo. Mais...
  • Ola. Meu email navigatorpt. ate breve, Srnhor Mais...
  • Olá João! Eu gostava de experimentar mamar e ser m... Mais...